Projeto ‘Florestas Inteligentes’ busca soluções tecnológicas para comunidades ribeirinhas da Amazônia - AMAZOON NOTÍCIA

JURUTI 139 ANOS

Projeto ‘Florestas Inteligentes’ busca soluções tecnológicas para comunidades ribeirinhas da Amazônia

Projeto ‘Florestas Inteligentes’ busca soluções tecnológicas para comunidades ribeirinhas da Amazônia

Share This

(foto: divulgação)
Proteger a floresta e conservar sua biodiversidade, além de melhorar a qualidade de vida das comunidades ribeirinhas na Amazônia. Estes são alguns dos objetivos do projeto “Florestas Inteligentes”, que conta com apoio da Alcoa e reúne estudantes de três instituições de ensino superior dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Pará para apresentarem soluções com alto impacto sustentável.

O projeto reúne a Faculdade de Engenharia de Sorocaba (Facens-SP), Centro Universitário Newton Paiva (Newton-MG) e o Centro Universitário do Estado do Pará (Cesupa-PA). A fase inicial começará com 60 participantes, que serão capacitados durante duas semanas de masterclasses, aprendendo temáticas sobre: bioeconomia, Amazônia 4.0, Smart Solutions, entre outras.

Em outra fase, os participantes estarão divididos em 12 equipes e participarão de um Hackathon, nos dias 21 e 22 de maio. As três equipes que tiverem as ideias com maior viabilidade e potencial de impacto serão selecionadas como finalistas e receberão aporte no valor de R$ 3 mil para desenvolver suas soluções.

No mês de julho, as equipes finalistas viajarão para Sorocaba, interior de SP, para prototipar suas soluções na Facens, depois viajarão até Belém para implementar as soluções em comunidades ribeirinhas. A equipe que tiver a solução de maior impacto socioambiental, será premiada com R$ 5 mil.

Para André Rolim, diretor de RH da Alcoa Brasil, o projeto conecta o potencial humano com variadas possibilidades que ideias podem oferecer às comunidades. “O principal encantamento que tenho aqui com esse projeto é essa conexão com o projeto da Alcoa que é transformar potencial bruto em progresso real. E a gente trazer esse potencial humano para poder tornar cada vez mais essas comunidades mais sustentáveis conecta diretamente com quem a Alcoa quer ser com o que a gente gostaria de contribuir para poder transformar o mundo”, destaca.

Como um dos patrocinadores masters do projeto, a Alcoa abriu as portas para que os alunos finalistas possam conhecer a unidade de Juruti e vivenciar, de perto, o modo de vida amazônico.


Por:
Redação Amazoon Notícia
Com informações da Comunicação Alcoa

Nenhum comentário:

Postar um comentário