População participa de consulta pública sobre a elaboração do Plano de Manejo da APA Jara em Juruti - AMAZOON NOTÍCIA

JURUTI 139 ANOS

População participa de consulta pública sobre a elaboração do Plano de Manejo da APA Jara em Juruti

População participa de consulta pública sobre a elaboração do Plano de Manejo da APA Jara em Juruti

Share This
representantes de diversas entidades participaram do evento (foto: divulgação)

Um dos temas mais debatidos entre os participantes foi o acordo de pesca e ordenamento territorial.

“A gente espera que as coisas possam voltar a ser como há 40 anos”, o sonho do comunitário Jorge Guimarães, começa a ganhar força com a elaboração do Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental (APA) Jará, documento construído colaborativamente a partir de diagnóstico e oficina junto aos comunitários de Bom que Dói, Jangada, Santa Maria, Santa Luzia, Laguinho, Tucunaré e proprietários próximos ao Lago Jará, assegurando às populações que residem na APA e em seu entorno o uso sustentável e consciente dos recursos naturais.

Pensando na consolidação desta ferramenta de gestão, o Instituto do Homeme e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) em parceria com a Prefeitura de Juruti, Secretaria de Meio Ambiente (Semma), Conselho Gestor da APA Jará e Fundação Alcoa realizaram na manhã desta segunda-feira (23) em Juruti, uma consulta pública sobre o Plano de Manejo da Apa Jará.

O evento contou com a participação de centenas de pessoas como representantes do poder público municipal, Ministério Público e Instituições da sociedade civil organizada, além dos moradores das comunidades da APA Jará e seu entorno. “Esse é um documento que interessa a todos nós por preservar e possibilitar uma melhoria na qualidade de vida presente e para as futuras gerações”, frisou o promotor de justiça, Nadilson Portilho Gomes, titular do MPPA em Juruti.

Financiado pela Fundação Alcoa, a APA Jará foi criada em 2019, concretizando um sonho para os moradores das comunidades que poderão ter mais trabalho e geração de renda com o uso dos recursos da sociobiodiversidade. “A Fundação Alcoa vem investido há varios anos para a promoção da preservação da APA Jará pensando na geração do trabalho e renda, melhoria na conservação da biodiversidade para que se consiga a recuperação da fauna e da flora, que será um beneficio de todos”citou Barbará Almeida, Relações Comunitárias da Alcoa.

Durante a consulta pública a população buscou informações e deu sugestões para a implantação de políticas públicas voltadas ao acordo de pesca, recuperação das áreas degradadas. O plano de manejo da APA Jará terá validade de cinco anos, podendo ser revisado ou alterado em caso de necessidade. “O Plano de Manejo vem contribuir com a gestão, esse documento nos auxilia a frear o desmatamento, conservando o meio ambiente, preservando as espécies que habitam essas áreas”, frisou a secretária de Meio Ambiente Nayme Couto.

A consulta pública foi dividida em vários momentos, como um recorde histórico da sua criação, diagnósticos, oficinas até a elaboração do Plano de manejo, que é um documento que pensa no ordenamento do território, geração de renda. “Hoje a gente tá celebrando o plano de manejo, que é um documento que pensa no ordenamento do território, geração de renda, ações para melhorar a agricultura, pecuária, a questão do turismo de base comunitária, turismo pesqueiro, comunicação e educação ambiental”, finalizou Jakeline Pereira, pesquisadora do Imazon.



Por:
Redação Amazoon Notícia
Com informações da assessoria de imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário