Com mais de 500 famílias desalojadas por causa da enchente, Prefeitura de Juruti decreta situação de emergência - AMAZOON NOTÍCIA

JURUTI 139 ANOS

Com mais de 500 famílias desalojadas por causa da enchente, Prefeitura de Juruti decreta situação de emergência

Com mais de 500 famílias desalojadas por causa da enchente, Prefeitura de Juruti decreta situação de emergência

Share This

 

áreas foram vistoriadas pela Defesa Civil no município de Juruti (foto: divulgação/ ASCOM-PMJ)

Defesa Civil e Secretaria de Assistência Social estão percorrendo as áreas inundadas para dar suporte aos afetados.

A Prefeitura de Juruti, no oeste do Pará, publicou na quarta-feira (4) o decreto nº 5.190/2022, que declara situação de emergência nas áreas do município afetadas por inundações.

Segundo levantamento realizado pela Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, estima-se que 546 famílias tenham sido desalojadas, o que corresponde a 2.730 pessoas que se mudaram para casas de parentes ou foram para outras comunidades.

Ainda segundo a Defesa Civil, 1.434 famílias permanecem nas áreas afetadas pela cheia do rio, o que corresponde a 7.170 pessoas morando sobre “marombas”, ou seja, para permanecer nas residências foi necessário elevar os assoalhos das casas para salvar móveis e outros objetos.

No total, a Prefeitura de Juruti estima que 1.980 famílias, ou seja, 9.900 pessoas tenham sido afetadas diretamente pela enchente no município.
Em várias comunidades a água está próxima ou já inundou as residências (foto: divulgação/ ASCOM-PMJ)
Levantamento e assistência

As vistorias nas áreas afetadas foram intensificadas nas últimas semanas. Uma equipe técnica formada por agentes da Defesa Civil e servidores da Secretaria de Assistência Social estão percorrendo as comunidades para fazer o levantamento das demandas e providenciar o envio de suporte e ajuda humanitária.

Inicialmente está sendo realizado o trabalho de levantamento socioeconômico familiar e os principais impactos sofridos por cada comunitário.

Os órgãos municipais já realizaram todo o levantamento e cadastro das áreas e aguardam pelo reconhecimento do decreto de situação de emergência pelos governos do Estado e Federal para destinação de recursos, que serão destinados para as ações de resposta e auxílio às áreas inundadas.



Por:
Redação Amazoon Notícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário