Em Juruti, morre paciente idoso que estava internado com suspeita de coronavírus - AMAZOON NOTÍCIA
Em Juruti, morre paciente idoso que estava internado com suspeita de coronavírus

Em Juruti, morre paciente idoso que estava internado com suspeita de coronavírus

Share This
Hospital Municipal de Juruti- Foto divulgação

O paciente de 60 anos havia chegado do Amazonas dias antes de apresentar um quadro que a princípio foi tratado como pneumonia. 

Morreu por volta das 04h30 desta quarta-feira (01), no Hospital Municipal de Juruti, o paciente de 60 anos de idade, que estava internado desde a semana passada e que teve material biológico coletado na segunda-feira (30), para exame de coronavírus. 

O idoso havia chegado do estado do Amazonas há cerca de duas semanas e após apresentar um quadro gripal, ele foi internado no Hospital Municipal de Juruti. O tratamento inicial foi para pneumonia, mas depois que os profissionais de saúde souberam que o paciente tinha vindo do Amazonas, onde já foram registrados casos confirmados de Covid-19, o caso passou a ser monitorado como suspeito e material biológico do paciente foi coletado e enviado ao Laboratório Central (Lacen), em Belém. 

Na segunda-feira, uma coletiva de imprensa foi realizada pela Prefeitura de Juruti para informar sobre o caso suspeito, e das providências que haviam sido adotadas em relação ao paciente e seus familiares. Naquela ocasião, o médico Antônio Neves informou que o quadro do paciente era estável e que ele estava respondendo bem ao tratamento. 

Na terça-feira (31), houve agravamento do quadro do paciente, mas segundo a Semsa, todos os procedimentos necessários foram realizados para mantê-lo vivo, mas ele não resistiu. A Semsa informou ainda que pediu celeridade à Sespa para resultado do exame. 

Veja abaixo o comunicado da Prefeitura de Juruti, sobre o caso. 

"A Prefeitura de Juruti, por meio da Semsa - Secretaria Municipal de Saúde, informa que o paciente de 60 anos, internado no Hospital Municipal, sob suspeita de Coronavírus, faleceu por volta das 4h30 desta quarta-feira, 01/Abril. 

Ontem, o quadro clínico do paciente se agravou subitamente. Ele recebeu todos os procedimentos necessários, inclusive com ventilação mecânica, foi assistido por uma equipe de 4 médicos, porém, não foi possível estabilizá-lo. A Semsa estava aguardando a liberação de um leito de UTI em Santarém para a transferência do paciente. 

Informamos ainda que a liberação do corpo seguirá todos os protocolos recomendados pelo Ministério da Saúde. 

A Secretaria de Saúde já solicitou à Sespa - Secretaria de Estado de Saúde, celeridade na liberação do resultado do exame do referido paciente, que só é feito no Laboratório Central, em Belém. 

Comunica também que os testes rápidos só estarão disponíveis no mercado daqui a 15 ou 20 dias, conforme contato com as empresas fornecedoras".

G/1- Santarém

Nenhum comentário:

Postar um comentário